sábado, 26 de janeiro de 2008

1.2 - Mão na massa

Pedi ajuda da Handy pra me auxiliar no que viria pela frente! Hehe... começamos logo após o almoço, havia esquecido de montar o moinho no dia anterior...

A montagem até que foi bem simples, porém o que foi meio chatinho é que tinha uma peça ali que não encaixava muito bem, ela era um pouco grossa em demasia pra entrar por um dos orifícios do moinho... tive que passar logo de início quase meia hora lixando essa pecinha chata ... Até quando ela encaixou....

Feito isso procedemos a moagem do malte... Achei no inicio que ia ser uma tarefa dura moer cinco quilos de malte em um moinho relativamente pequeno... mas a tarefa acabou se revelando relativamente fácil... E eu sempre lembrando do que tinha lido em algum lugar, que a moagem ideal deveria só quebrar o grão... nada muito fino, etc... não entendi se haveria alguma outra razão pra isso além de facilitar a filtragem do mosto... Na verdade até que achei divertido essa etapa...

Depois, quando já havia moído metade do cereal, Handy se voluntariou pra moer o resto, enquanto isso eu fui tratar de instalar o bubler (Air-Lock, borbulhador...) nos barris de fermentação... Tarefa que inicialmente imaginei que uma furadeira iria ser o suficiente... Porém o plástico das tampas dos barris feitas de polipropileno(se não me engano), se revelaram um tanto duras... mesmo pra uma furadeira com uma broca fina tentando perfurar... Tive que fazer mais força do que pra perfurar uma parede... Imaginei que aquilo não daria certo pois dificilmente obteria um furo de tamanho o suficiente para a rolha do Air-Lock, então fiz 3 furos com a furadeira em formato de triângulo o mais próximo possível entre eles... e daí então acendi uma vela sobre a pia, e com o calor dela, aqueci a tampa na região do triângulo... Fiquei surpreso com a facilidade que consegui obter um buraco redondo e relativamente homogênio o suficiente pra encaixar o Air-Lock de modo a proporcionar vedação.

Instalado o air-lock e concluída a moagem dos grão destinado a produção de nossa American Pale Ale ainda não sabia como faria a infusão do mosto, se optaria por um esquema único a 69-70 graus... ou se partiria pra algo descrito pelo John Palmer (autor do livro online) como Método de Infusão Único ou tentaria o método Multi-Rest Mashing , que consiste em fazer o mosto aplicando diversas temperaturas ao cereal misturado à agua em diferentes etapas do processo, sendo que de acordo com ele o esquema 40C-60C-70C graus é um procedimento bem usado...

Pelo que consegui entender a razão disso, em linguagem simples, é que em diferentes temperaturas se extraem diferentes quantidades de subprodutos dos grãos..., assim como que essa extração também depende do PH conforme a figura ao lado retirada do HowToBrew

Acabei optando em fazer o 40C-60C-70C, com isso imaginei que conseguiria produzir uma cerveja de qualidade melhor, embora ache que pra um marinheiro de 1a. viagem eu tenha sido um tanto ousado em tentar mexer/formular procedimentos... Hehehe...

Usei água Prata - razão disso foi que havia visto em algum lugar uma explicação de páginas sobre se determinada água era boa pra fazer tipo X ou Y de cerveja, o autor terminava a explicação da seguinte maneira "na verdade não se preocupe muito com isso, se uma água é gostosa pra se beber, geralmente vai produzir uma cerveja boa...".

Então o plano acabou sendo que a água seria aquecida até os 40C, quando seriam adicionados os grãos(ps. vi num vídeo do youtube que o malte pode ser facilmente inflamável, então é interessante desligar o fogo pra evitar problema...), e essa temperatura seria mantida por 20 minutos. Optei por fazer essa parada nos 40C pois Palmer coloca que ela é benéfica ao rendimento enzimático...

Já quanto a parada aos 60C, e a dos 70C, o plano era de dedicar 30 minutos pra cada uma. Porém acabei não resistindo e prolonguei os 70C para 40 minutos... Razão disso foi que quis dar um paladar mais doce pra o lote... e acontece que aos 70C se produz uma cerveja mais doce e menos fermentável... Se quiser ver mais explicação técnica sobre isso, clique aqui.

Próximo post escrevo mais...!!

Nenhum comentário: